E-RN 800x105

Pastores Evangélicos em Angicos emitem Nota de Repúdio sobre decreto da prefeitura municipal que restringe a realização de cultos presenciais por 15 dias

Por Rogério Magno em 20/02/2021 às 21:37:27

A redação do Portal CNRN recebeu via WhatsApp por intermédio do Pastor Evangélico João Maria Martins Bezerra que se reuniu na tarde deste sábado, dia 20 de fevereiro com outras lideranças evangélicas do município de Angicos para discutir a restrição a realização de cultos com a presença dos fiéis pelo prazo de 15 dias proposta por decreto expedido pela gestão municipal angicana como forma de conter a proliferação da covid-19 no município de Angicos uma Nota de Repúdio ao referido decreto que fora redigido, segundo o conteúdo da nota, em concordância com todos os líderes religiosos presentes ao encontro.

A seguir a íntegra da referida Nota,

NOTA DE REPÚDIO

Os Líderes da comunidade cristã evangélica lamentam e repudiam o decreto Municipal 004, 19/02/2021 em específico os artigos 4º e 11º que afetam diretamente a comunidade evangélica deste município em sua LIBERDADE DE CULTO.

Esclarecemos que somos a favor das medidas e normas de prevenção contra a covid-19 e suas variantes. Contudo, concluímos que o excesso de autoridade, bem como a centralidade dessas medidas expostas nos referidos artigos em destaque contestam qualquer atitude de bom senso e cooperação entre poder executivo e eclesiástico (instituições religiosas).

Os líderes evangélicos não foram ouvidos, tampouco consultados sobre suas posições no que se refere as medidas elencadas no Decreto 004/2021 que envolvem diretamente as instituições religiosas, seus Templos e suas programações.

Vale aqui ressaltar que, as IGREJAS EVANGÉLICAS do município de Angicos, em seus locais de CULTO PRESENCIAL, vêm mantendo a ordem de prevenção e cuidados sanitários de tal forma que hoje é um dos ambientes mais seguros contra a convid-19.

Por isso, os líderes e representantes legais da comunidade evangélica expressam aqui toda sua insatisfação e repúdio com a maneira equivocada dessa decisão tomada pelo excelentíssimo senhor Prefeito Municipal Miguel Pinheiro Neto

Esperamos que o senhor prefeito e seus assessores jurídicos repensem e flexibilizem esse decreto para que se harmonize com os anseios dessa comunidade.

Ato em concordância com todos os pastores e líderes presentes na reunião.

Fonte: Líderes Evangélicos em Angicos

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários