E-RN 800x105

Devido à Covid, região metropolitana de Buenos Aires restringe circulação à noite e suspende aulas presenciais

Por Nilton Macedo em 14/04/2021 às 23:30:00
Pessoas deverão ficar em casa de noite e de madrugada. Argentina tenta evitar colapso do sistema de saúde em meio à segunda onda. Alberto Fernández anuncia novas medidas para combater a Covid nesta quarta-feira (14)

Reprodução/Twitter/Casa Rosada

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou nesta quarta-feira (14) uma restrição de circulação das 20h às 6h do dia seguinte na Área Metropolitana de Buenos Aires e a suspensão das aulas presenciais na mesma região.

A nova restrição de circulação vale a partir de 0h desta sexta (16) e a suspensão das aulas nas escolas entra em vigor a partir da próxima segunda. A medida está prevista para durar até 30 de abril, segundo informações do jornal "Clarín".

O líder do país vizinho afirmou que as novas medidas visam tentar reduzir o impacto da segunda onda de Covid-19 que ameaça sobrecarregar o sistema de saúde.

“Estamos na semana número 15 [do ano]. Na semana 10, há apenas um mês, acumulamos 45.498 casos de infecções. Na semana que acabou de terminar acumulamos 122.468 casos e na semana atual certamente ultrapassaremos esse número”, alertou o mandatário.

Fernández afirmou que o reforço das restrições é necessário também para não atrapalhar o plano de vacinação e terminar a imunização das pessoas dos grupos de risco.

“Decidi tomar uma série de medidas que considero imperativas neste momento para continuar garantindo o que queremos garantir. E são duas coisas: não interromper o processo de vacinação e que o sistema de saúde não fique saturado”, declarou.

As medidas serão implementadas apenas na região da capital porque ali se observa que “a velocidade das infecções é maior e as necessidades de atendimento médico são maiores "

Além da restrição de circulação, “estão suspensas todas as atividades recreativas, sociais, culturais, desportivas e religiosas que ocorram em locais fechados”. “Toda a atividade comercial deve ocorrer entre 9h e 19h. Fora desse horário, o comércio deve permanecer fechado”, acrescentou o presidente.

Restaurantes também ficam proibidos de abrir durante a noite. “Eles só podem trabalhar com entrega em domicílio ou retirada do consumidor”, detalhou Fernández.

A Argentina passou a exigir o teste PCR negativo para Covid para caminhoneiros de outros países entrarem no país

Este foi o segundo anúncio do presidente em sete dias. Na última quarta-feira, Fernández -- que estava isolado por ter dado positivo para Covid -- já havia anunciado que as localidades com maior contágio teriam restrição de circulação entre 0h e 6h da manhã.

Fonte: G1

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários