E-RN 800x105

Na pandemia, só 15% dos que professam alguma fé vão a templos e igrejas

Por Rogério Magno em 17/04/2021 às 11:17:43

Pesquisa PoderData feita de 12 a 14.abr.2021 em todo o Brasil com 3.500 entrevistas, mostra que o percentual dos brasileiros que têm alguma religião e está saindo de casa para ir a igrejas ou templos caiu quase pela metade em relação à última pesquisa, feita de 4 a 6 de janeiro. Era de 32% e chegou a 15% –queda de 17 pontos percentuais.

Outros 39% dos brasileiros que seguem alguma religião ou outro tipo de fé estão praticando suas crenças em casa por causa da pandemia de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Três meses antes, eram 19%. Houve alta de 20 pontos percentuais no período.

Os que têm assistido a cultos pela TV ou internet passaram de 45% para 35%. E 7% estão praticando sua fé de outras maneiras.

Em 8 de abril de 2021, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu manter o decreto do Estado de São Paulo que proibiu cultos e missas na pandemia. A Corte definiu que Estados e municípios podem adotar restrições às atividades religiosas.

A questão havia sido alvo de decisões divergentes de ministros. O placar ficou em 9 a 2 a favor da autonomia de prefeitos e governadores.

Após a decisão do plenário, o ministro Nunes Marques revogou sua decisão monocrática de 3 de abril. Ele havia liberado as atividades religiosas em todo o país. Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro apoiou a decisão do magistrado.

No domingo (11.abr), grupos religiosos se reuniram em Brasília e protestaram contra a decisão do STF. A manifestação foi organizada pelo grupo Marcha da Família.

Nesta 6ª feira (16.abr), em entrevista à imprensa, o governo de São Paulo anunciou que irá implantar a chamada "fase de transição", a partir de domingo (18.abr.2021), com a reabertura do comércio. A medida autoriza também o funcionamento de cultos religiosos.

HIGHLIGHTS DEMOGRÁFICOS

O PoderData também analisou os recortes para a pergunta por sexo, idade, região, nível de instrução e renda.

Quem mais acompanha pela TV ou internet:

mulheres (43%);
pessoas de 25 a 44 anos (38%);
moradores da região Norte (42%);
quem tem ensino superior (38%);
os sem renda fixa (43%).

Quem vai mais a igrejas ou templos:

homens (20%);
pessoas de 45 a 59 anos (18%);
moradores da região Centro–Oeste (18%);
quem tem só o ensino fundamental (20%);
quem ganha até 2 salários mínimos (18%).

Quem mais pratica a religião só em casa:

mulheres (43%);
pessoas de 45 a 59 anos (45%);
moradores da região Centro–Oeste (53%);
os que cursaram até o ensino médio (41%);
quem ganha mais de 10 salários mínimos (53%).

Fonte: PODER360

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários