cnrn

Empresa de energia eólica vai investir R$ 6 bilhões para construção de complexo em Angicos e mais 3 cidades da região central

Por Rogério Magno em 22/06/2021 às 23:56:47

O Rio Grande do Norte vai receber um investimento inicial de R$ 6 bilhões da companhia de geração de energia AES Brasil, que apresentou nesta segunda-feira (21) o projeto para construção do Complexo Eólico Cajuína nos municípios de Lajes, Angicos, Pedro Avelino e Fernando Pedroza. A previsão da empresa é iniciar a a construção já no segundo semestre.

O Complexo Eólico Cajuína vai gerar 900 postos de trabalho durante a fase construção das obras e, após essa etapa, irá contratar equipes de manutenção e operação para atuarem nos parques. A empresa atua há 20 anos no Brasil com investimentos em energia hídrica, solar e consolida a atuação no Rio Grande do Norte, que é o líder nacional em geração de energia eólica em terra com mais de 5 gigawatts de potência instalada.

"É inegável a qualidade dos ventos do Rio Grande do Norte para a geração de energia eólica. Nosso estado continua líder nacional em geração de energia limpa. E o mais importante neste momento é manter o compromisso que assumimos desde o início, que é o de promover ambiente acolhedor, favorável para parcerias com empresas privadas", destacou a governadora Fátima Bezerra, que esteve acompanhada do vice-governador Antenor Roberto.

A chefe do Executivo estadual lembrou que o estado possui uma das mais importantes expansões do ensino técnico nacional. "Essa foi uma das principais lutas em defesa do Rio Grande do Norte", concluiu, citando a expansão dos Institutos Federais de Educação, conquistada enquanto deputada federal.

A presidente da AES Brasil, Clarissa Sadock, participou virtualmente da apresentação e destacou um programa inovador de diversidade e inclusão previsto para se tornar modelo no Complexo Eólico Cajuína. "Nosso compromisso é levar para o Rio Grande do Norte o Programa de Diversidade e Inclusão da empresa, onde temos um programa de preparação exclusiva de mulheres para as atividades de operacionalização dos parques", observou.

Secretário estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Jaime Calado exaltou o crescimento em geração de energia pelo estado. "O Complexo Cajuína vai aumentar a produção de energia eólica em 20% da nossa capacidade instalada, que hoje nacionalmente é de em 5,1 gigawatts", disse o secretário.

Fonte: 96 FM

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários