cnrn

Preso é atingido com bala de borracha durante tentativa de motim na penitenciária de Alcaçuz

Por Rogério Magno em 19/07/2021 às 08:43:38
Caso foi registrado na noite de domingo (18) na delegacia de plantão da Zona Sul em Natal. Penitenciária de Alcaçuz, na Grande Natal, Nísia Floresta RN

Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi

Um preso foi atingido com uma bala de borracha, dentro da Penitenci√°ria Estadual de Alca√ßuz, após tentar incitar um motim, na noite deste domingo (18).

Maior penitenci√°ria do Rio Grande do Norte, localizada em N√≠sia Floresta, na Grande Natal, Alca√ßuz registrou uma fuga entre a noite da √ļltima sexta-feira (16) e o s√°bado (17).

Já a tentativa de motim aconteceu durante revista nas celas da penitenciárias. Segundo a Polícia Civil, o detento desobedeceu os policiais penais e ainda tentou incitar outros presos, partindo para cima de um dos policiais.

Para conter o preso, os policiais penais usaram uma arma não-letal e o atingiram com uma bala de borracha no braço.

Ele foi levado a uma unidade de sa√ļde para ser atendido e, em seguida, à delegacia de plant√£o, onde assinou um termo circunstanciado de ocorr√™ncia.

A Polícia Civil não informou o pavilhão onde o fato aconteceu.

Fuga

No sábado (17), a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte (Seap) confirmou que pelo menos 12 presos fugiram da Penitenciária Estadual de Alcaçuz.

Esse foi o primeiro registro de fuga na unidade prisional em três anos. As polícias Militar e Penal foram acionadas para buscas na região e para a recontagem das pessoas presas na unidade.

Segundo a Seap, os presos fugiram pelo sistema de ventilação da cela, que fica no banheiro. Eles aumentaram o tamanho da abertura com um vergalhão da cama.

J√° do lado de fora da cela, os presos usaram uma teresa (corda feita de len√ßóis amarrados) para passar pela muralha da penitenci√°ria.

De acordo com a secretaria, os fugitivos eram todos da cela 9 da ala A do Pavilh√£o 4. Ao todo, a cela tinha 22 detentos - 10 deles n√£o fugiram. A cela 9 é a mais próxima da muralha por onde os homens escaparam.

A Seap informou que o Pavilhão 4 abrigava 738 presos antes da fuga e que, no total, a Penitenciária de Alcaçuz tinha 1.649 presos.

Após a fuga, a unidade suspendeu as visitas.

Fonte: G1.RN

Comunicar erro
Jota Edilson

Coment√°rios