cnrn

Após 495 dias, escolas públicas retomam aulas presenciais no Rio Grande do Norte

Por Rogério Magno em 26/07/2021 às 12:09:56
Rede estadual esperava até 19 mil alunos na manhã desta segunda-feira (26), mas escolas registraram poucas presenças. Volta às aulas nas escolas públicas estaduais do RN

Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

As escolas da rede pública estadual do Rio Grande do Norte retomaram as aulas presenciais na manhã desta segunda-feira (26), 495 dias após a suspensão determinada em decreto por causa da pandemia da Covid-19.

As aulas foram suspensas no estado no dia 18 de março de 2020. Desde então, a rede pública seguia apenas com aulas à distância.

Pela manhã, a Secretaria Estadual de Educação ainda não tinha um levantamento completo sobre quantas escolas e alunos retornaram na primeira etapa do plano de retomada - que previa retorno dos alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio.

Ao todo, o estado tem 586 escolas públicas. A expectativa do governo era de que, dos 229 mil alunos matriculados, 15 a 18 mil voltassem na primeira etapa, mas as unidades registraram poucas presenças.

A direção da Escola Estadual Henrique Castriciano de Souza, em Macaíba, esperava receber cerca de 50 estudantes, mas foram apenas 19 estudantes.

O coordenador Jaisson Lima suspeitava que a baixa quantidade de alunos tinha relação com o transporte escolar. Só um ônibus com três alunos chegou à unidade.

Escola Estadual Henrique Castriciano, em Macaíba, na região metropolitana de Natal.

Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

A dona de casa Edna de Souza, que acompanhou o filho à escola, disse que o ônibus atrasou e eles já iam voltar para casa, quando o veículo chegou à comunidade Guarapes.

Na escola Professor Luis Antônio, na Zona Sul de Natal, também houve muitas ausências. O estudante Evertton Costa, de 18 anos, que está na 3ª série do Ensino Fundamental, foi um dos que compareceram logo no primeiro dia e comemorou a volta às aulas presenciais.

"Tive dificuldade de estudar à distância, porque eu gosto muito de tirar as dúvidas com os professores, pergunto muito, e à distância é mais dificil", relatou.

O professor Isaac Souza, afirmou que estava feliz, por reencontrar os alunos, mas considerou que o retorno é um desafio, já que a pandemia ainda não acabou e ainda há poucos alunos. "Mas é o começo do fim", disse.

O secretário de educação do estado, Getúlio Marques, considera que das 586 escolas, entre 15 e 20 não devem retomar no primeiro momento, por ainda terem problemas estruturais, que estão sendo trabalhados pelo estado.

Como funciona a volta

Na primeira etapa, ocorre retorno dos alunos do 1º a 5º ano do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio.

Segundo o governo, esse retorno terá apenas um terço dos alunos nas aulas presenciais como medida de prevenção à Covid.

A segunda etapa é prevista para 9 de agosto, com alunos do 6º e 7º ano do ensino fundamental e as turmas da 2ª série do ensino médio.

No dia 23 de agosto, será a vez da terceira etapa, com a volta das turmas do 8º e 9º ano e da 1ª série do ensino médio.

A volta será híbrida e facultativa na rede estadual. Assim, os pais que preferirem que seus filhos não frequentem às escolas neste momento por receio de contaminação, terão o desejo respeitado e poderão seguir com o ensino remoto.

Aulas suspensas há quase 500 dias

As aulas foram suspensas no dia 18 de março de 2020, por causa da pandemia da Covid-19. Mais de 16 meses, depois, apenas as escolas da rede privada e poucas redes municipais tinham retornado às aulas em formato presencial.

As escolas particulares retomaram aulas ainda em setembro de 2020 e seguem com o formato híbrido, com aulas presenciais e online, desde então.

Após a redução na transmissibilidade, na taxa de ocupação de leitos e do início da vacinação dos trabalhadores de educação, o governo chegou a um acordo com a Justiça para dar início ao plano de retomada na rede estadual na última segunda-feira (19).

Na semana passada, as escolas estaduais retomaram o trabalho presencial apenas com professores e demais servidores, com planejamento e reuniões com pais.

Fonte: G1.RN

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários