cnrn

Ítalo Ferreira chega a Baía Formosa e entra no mar para surfar com amigos: 'Fora de pressão'

Por Rogério Magno em 30/07/2021 às 09:27:49
Campeão olímpico chegou de madrugada ao Rio Grande do Norte e dirigiu de Natal a Baía Formosa, onde reencontrou as ondas de casa antes das 6h. Campeão olímpico, Italo Ferreira amanhece surfando em Baía Formosa-RN

Antes das 6h desta sexta-feira (30), Ítalo Ferreira reencontrou o mar de Baía Formosa, no Litoral Sul do Rio Grande do Norte.

O primeiro medalhista de ouro da história do surfe masculino nas Olimpíadas chegou ainda de madrugada ao Rio Grande do Norte e dirigiu sozinho de Natal até Baía Formosa, distante cerca de 95 km, após uma maratona de voos entre Japão e Brasil, além de compromissos profissionais.

Em casa, o primeiro compromisso também foi com o mar. O campeão olímpico chegou à cidade natal na madrugada e poucas horas depois já estava na água surfando com outros sete amigos.

"É um momento para mim também, poder ficar ali com os moleques surfando, pegando onda o dia inteiro, se divertindo. Porque ai é fora de campeonato, fora de pressão, não tem aquela competitividade", disse.

Campeão olímpico, Italo Ferreira reencontra o mar de Baía Formosa, após chegar em casa na madrugada desta sexta-feira (30)

Reprodução/TV Globo

O potiguar aproveitará os próximos dias em Baía Formosa para ficar com a família, mas também para treinar. Sem muito tempo para descansar após a vitória em Tóquio, Italo vai seguir para o México nos próximos dias.

Entre 10 e 19 de agosto, o potiguar vai a Barra de La Cruz para disputar a sétima etapa do campeonato mundial. O surfista ocupa a segunda colocação no ranking, atrás de Gabriel Medina.

Ítalo Ferreira, ouro no surfe nas Olimpíadas de Tóquio, chega ao RN nesta sexta (30)

Fernanda Zauli/G1

Chegada

O campeão desembarcou em Natal pouco antes das 2h. De lá, ele mesmo pegou um carro e saiu dirigindo rumo a Baía Formosa.

"Eu só quero ir para casa, estou bem cansado", disse Ítalo no aeroporto.

Ítalo Ferreira comemora após ganhar medalha de ouro no surfe nesta terça (27) nas Olimpíadas de Tóquio

Lisi Niesner/Reuters

Antes de pegar estrada, o surfista conversou no aeroporto com jornalistas, com fãs e posou para fotos. Ítalo mostrou a medalha, disse estar muito feliz, mas admite que ainda está se dando conta da magnitude da conquista.

"Estou meio perdido com o que está acontecendo, mas estou bem feliz com o meu trabalho, me dediquei bastante para o resultado", completou.

Ítalo Ferreira posa com fã ao chegar nesta sexta (27) no RN, após conquistar o ouro nas Olimpíadas de Tóquio

Fernanda Zauli/G1

Caminho do ouro: veja a trajetória de Italo Ferreira nas Olimpíadas

Ítalo conquistou o ouro olímpico — o primeiro e, por enquanto, único do Brasil em Tóquio — na madrugada de terça-feira ao vencer na final o japonês Kanoa Igarashi. O surfe estreou em Olimpíadas neste ano. Assista ao VÍDEO acima.

Baía Formosa, casa de Ítalo

Praia do Porto em Baía Formosa

Fernanda Zauli/G1

Os títulos, prêmios e o reconhecimento profissional não fizeram Italo Ferreira sair de Baía Formosa. É na pequena cidade com pouco mais de 9 mil habitantes que ele vive até hoje.

Após as temporadas de competições é pra lá que ele sempre volta. "Aqui é um lugar especial, é onde tudo começou. Surfar aqui no Pontal é sempre espetacular. O mar é muito bom e as ondas são sensacionais", disse o surfista em 2015.

A família e os amigos de infância também continuam por lá. No início do ano, Ítalo anunciou que pretende criar um instituto para ajudar crianças do município que se inspiram nele a também seguirem no surfe. A sede deverá ser a casa onde ele morava com a avó, que atualmente é uma pousada da família.

Praia do Porto, em Baía Formosa

Fernanda Zauli/G1

Na terça, os moradores da cidade saíram às ruas ainda durante a madrugada e amanheceram comemorando o primeiro ouro olímpico do surfe nas Olimpíadas. Também o primeiro conquistado por um potiguar.

Depois do ouro de Ítalo, cresceu o interesse na internet por Baía Formosa, e o setor do turismo pretende usar a visibilidade para atrair mais pessoas. Há cerca de 30 pousadas no município.

Infográfico mostra onde fica Baía Formosa, cidade-natal de Italo Ferreira

Amanda Paes/G1

Fonte: G1

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários