cnrn

Irritado, ministro Queiroga aponta o dedo médio a manifestantes contrários a Bolsonaro nos EUA

Por Everaldo Alexandre em 21/09/2021 às 02:03:54

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, um dos membros da comitiva do presidente Jair Bolsbaro (sem partido) em Nova York (EUA), perdeu a paciência nesta segunda-feira (20) quando o veículo que ocupava se deparou com uma manifesta√ß√£o contr√°ria à comitiva brasileira.

O mandat√°rio brasileiro chegou no último domingo (20) à cidade norte-americana, onde ir√° discursar na abertura da Assembleia Geral da ONU, nesta ter√ßa-feira. Desde que chegou, o presidente do Brasil ocupa as p√°ginas da imprensa internacional no espa√ßo dedicado às notícias do tipo tabloide.

Ele j√° se transformou em assunto por ter sido obrigado a entrar pelas portas dos fundos no hotel em que hospeda (para evitar um protesto que ocorria na entrada principal), por ter comido pizza na rua por n√£o possuir comprovante de vacina√ß√£o para adentrar em restaurantes, por ter um membro de sua comitiva contaminado por covid hospedasdo em quarto próximo ao seu e por ser considerado um fator de risco de dissemina√ß√£o do vírus durante o evento.

::Delega√ß√£o com covid, pizza na rua, ato em hotel: em 48h, Bolsonaro é notícia 4 vezes em NY::

Veja, abaixo, vídeo gravado nesta segunda, com o ministro Queiroga reagindo aos protestos contra a comitiva brasileira, publicado pelo jornal Metrópoles.

Acúmulo de m√° repercuss√£o

Um diplomata da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nos Estados Unidos testou positivo para covid-19, segundo informa a correspondente da Globo News em Washington, Raquel Krahenbuhl.

Veja, abaixo, publica√ß√£o da jornalista em suas redes sociais, na vers√£o original, postada em inglês.

::Isolado, Bolsonaro discursar√° na Assembleia Geral da Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas (ONU)::

Ainda antes da rea√ß√£o pitoresca de Queiroga, Jair Bolsonaro tinha sido criticado em reportagens que exp√Ķem o temor de especialistas de que o evento da ONU se torne um super disseminador da variante delta do novo coronavírus, como se vê na imagem abaixo.


A CBS, rede de TV e comunicação dos EUA, cita Jair Bolsonaro em uma reportagem sobre o risco de a Assembleia da ONU se tornar um "evento de super disseminação" da covid-19 . Clique aqui para acessar / Reprodução/CBS

Antes disso, tinha virado notícia j√° na noite do domingo (19) ao comer pizza em um restaurante de Nova York onde se servem os produtos na cal√ßada. É que o município exige comprovante de vacina√ß√£o para a entrada em restaurantes e outros estabelecimentos de acesso público. Veja um exemplo abaixo, de reportagem do jornal brit√Ęnico The Independent, que cita a insistência de Jair Bolsonaro em desafiar regras sanit√°rias.


O periódico londrino The Independent descreve Jair Bolsonaro como "famigerado cético sobre a vacina" / Reprodu√ß√£o

Ainda antes disso, j√° em sua chegada a Nova York no mesmo domingo, o brasileiro chamara a aten√ß√£o negativamente da imprensa internacional ao ter que entrar pelas portas dos fundos no hotel onde est√° hospedado, por ordem do Servi√ßo Secreto dos EUA (respons√°vel pela seguran√ßa de autoridades internacionais), para que evitasse uma manifesta√ß√£o contr√°ria a ele na entrada principal do estabelecimento, onde também o aguardava a imprensa.

Ninguém o viu chegando, o protesto contra ele é que se tornou a notícia em sua chegada. A reportagem abaixo foi distribuída pela agência internacional de notícias AFP, d√° conta dos protestos no hotel, do medo que o presidente carrega por sua recusa em se vacinar e da pizza que teve que comer na rua. E a Assembleia da ONU sequer come√ßou.


Em pouco menos de 48 horas nos EUA, Jair Bolsonaro j√° se tornou polêmica negativa por quatro vezes na imprensa internacional. / Reprodu√ß√£o

Fonte: Brasil de Fato

Comunicar erro
Jota Edilson

Coment√°rios