GOVERNO DO RN 2

Os aposentados: Conheça a verdadeira história do salvamento do Hubble

Por Rogerio Magno em 26/09/2021 às 17:26:58

Em junho deste ano, a Nasa conseguiu reativar o computador do telescópio espacial Hubble e manteve em serviço um dos mais produtivos equipamentos da história da astronomia. Mas nem todo mundo conhece todos os fatos daquelas duas semanas de trabalho intenso, que reuniu a equipe da agência espacial norte americana com técnicos aposentados. E eles tiveram uma participação crucial para o sucesso da missão.

Imagem: Vadim Sadovski – Shutterstock

A falha

No dia 13 junho de 2021, um dos computadores do telescópio espacial parou de funcionar, após 31 anos de espetaculares imagens de galáxias distantes. O payload computer (computador de carga útil), que controla e coordena os instrumentos científicos a bordo do observatório, travou. E aí, o sistema automaticamente entrou em estado de hibernação.

Todas as tentativas da equipe de solo de reinicializar a unidade desativada através do computador principal fracassaram.

Em princípio, não havia motivo para pânico: afinal, justamente para casos extremos, todos os componentes importantes do Hubble existem em duplicata. Então, também o equipamento desativado tinha um backup, que fora substituído durante a última missão de manutenção do Hubble, em 2009. Mas, em se tratando de um computador desses, não se pode simplesmente apertar o botão de ligar.

Só que, na altamente tecnológica Nasa, ninguém mais sabia exatamente como os aparelhos antigos funcionavam.

É como se alguém achasse uma velha caixa no porão cheia de lembranças de infância, entre as quais uma fita cassete com canções preferidas, ou um disquete de computador com fotos da familia. As novas gerações mal teriam idéia do que fazer com isso, mas os mais velhos podem fazer um esforço e se lembrar!

Esse exemplo banal serve para ilustrar a rapidez com que a tecnologia se transforma e, com ela, o conhecimento técnico para usar ou até fazer consertos se for necessário.

“Coisa de filme de Holywwod”

Parece coisa de filme de Holywood, mas não é. Nzinga Tull, diretora da equipe de emergência do observatório, resolveu convocar antigos engenheiros que colaboraram no projeto. Afinal, como reconhece a Nasa, para consertar um telescópio espacial construído na década de 1980, eram necessários os conhecimentos de todos os envolvidos na história do Hubble.

Nzinga Tull e equipe na Nasa foto: Rebecca Roth/Nasa

Mais de 50 indivíduos participaram da operação de salvamento durante duas semanas. Primeiro, os antigos e novos membros da equipe estudaram juntos a lista dos possíveis pontos fracos, a fim de tentar delimitar o problema. Alguns veteranos da Nasa, que colaboraram na construção do telescópio, ainda conheciam a velha unidade de processamento de comandos e dados do computador de carga útil. Outros aposentados encontraram na documentação original do Hubble, datando de 30 a 40 anos atrás, as instruções necessárias a contornar a pane.

“Essa é a vantagem de um programa que corre há mais de 30 anos: o incrível volume de experiência e conhecimento especializado”, comenta Tull. “Foi inspirador cooperar tanto com a equipe atual como com os que passaram a outros projetos. Eles mostram tanta dedicação por seus colegas do Hubble, pelo observatório e a ciência!” Passo a passo, a inicialização do computador foi calculada num simulador do centro de controle da Nasa. Unindo todas as forças, o computador de backup pôde ser ativado com sucesso em 15 de julho, após uma pausa de cinco semanas.

Dois dias mais tarde, os instrumentos voltaram a fornecer fascinantes imagens de pontos distantes do espaço sideral. Na primeira delas, veem-se duas galáxias que acabaram de se fundir na constelação de Capricórnio, com três braços – tudo graças à cooperação dos aposentados da Nasa.

Constelação de Capricórnio foto: Hubble/Nasa

Ainda é bom lembrar que originalmente, a missão do Hubble deveria durar apenas 15 anos, mas ele continua firme. Até agora, já enviou para a Terra mais de 1 milhão e 500 mil fotos do Universo.

Leia mais:

Fonte: Deutsche Welle

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Fonte: Olhar Digital

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários