TerraBit Tec

Agricultor mostra antes e depois das chuvas em açude no interior do RN

Por Rogerio Magno em 12/05/2022 às 14:16:47
Foto: Arquivo da família

Foto: Arquivo da família

A diferença no tempo das imagens é de seis meses. A primeira, feita em 6 de novembro de 2021, mostra o agricultor Gomes Cortez, de 80 anos, no açude do sítio Bugi, na zona rural de Currais Novos, no Seridó potiguar. O segundo registro é de 9 de maio desse ano, no mesmo local.

A mudança na paisagem, que saiu de uma seca severa para uma cheia verdejante, deixou o agricultor realizado.

A esperança de Gomes na chuva deu certo e ela chegou nos primeiros meses de 2022. Com açude cheio e plantação crescendo, ele só tem a comemorar. "Graças a Deus muito inverno, muita lavoura, feijão, milho", disse, empolgado.

De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), até 25 de abril choveu 8,6% acima da média esperada para os primeiros quatro meses de 2022 no RN. A previsão era 429,8, mas choveu 466,7 milímetros em todo o estado, enquanto o esperado era de 429,8 mm.

Natural de Currais Novos, Gomes é a terceira geração da família que mora no sítio Bugi. "Aqui eu vivo com minha esposa e criamos nossos sete filhos. Até hoje trabalho com gado e plantação".

Compositor de cantigas populares, Gomes segue diariamente o caminho da roça cantando um verso:

"Eu vou pra roça planto fava e planto milho
Digo para outro filho: faz a terra pro feijão
Chega a mulher e a senhora bem contente
Com uma cuia de semente de jerimum e melão"

Fonte: g1RN

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários