Campanha alerta para alta nas ocorrências com queimaduras

Por Rogerio Magno em 07/06/2024 às 06:43:08
Cirurgião Marco Almeida aponta que entre 70 a 80% das queimaduras acontecem dentro de casa - FOTO: CEDIDA

Cirurgião Marco Almeida aponta que entre 70 a 80% das queimaduras acontecem dentro de casa - FOTO: CEDIDA

Prevenção é a palavra-chave quando o assunto é acidentes com queimaduras. No Brasil, estima-se que ocorram cerca de um milhão de incidentes do g√™nero por ano. Os números altos levaram à criação da campanha Junho Laranja, uma ação que visa informar e conscientizar a sociedade em geral sobre a necessidade de combater e evitar esse tipo de imprevisto que, em v√°rias circunstâncias, pode ser fatal. Com o tema "Queimaduras na minha casa, não!", representantes do Corpo de Bombeiros, Centro de Tratamento de Queimados do Walfredo Gurgel e Associação Médica do RN lançaram a campanha no estado nesta quinta-feira (6).


"Cerca de 70 a 80% das queimaduras acontecem dentro de casa. Por isso a devemos focar a atenção de prevenção nos domicílios, principalmente entre crianças e os adultos idosos, que são as maiores vítimas", ressalta o cirurgião Marco Almeida, coordenador do CTQ do Hospital Walfredo Gurgel, e membro da Sociedade Brasileira de Queimaduras/RN.

As queimaduras são causadas por agentes térmicos, químicos, elétricos ou radioativos, e podem afetar desde a pele até os ossos, além de provocar amputação e morte. O alto índice por ano resulta numa média de 100 mil atendimentos hospitalares, com 17 mil internações e 2.500 mortes devido as lesões. Segundo levantamento do CTQ, baseado em boletins de atendimento, entre fevereiro e maio de 2024 foram 149 queimaduras térmicas, 23 químicas e 14 elétricas.

Esses números elevam as queimaduras para o 4¬ļ lugar no ranking das causas de óbito entre crianças no Brasil. Segundo os dados, 92% das queimaduras ocorrem na faixa et√°ria dos zero aos 15 anos de idade. "Prestar atenção no que as crianças estão fazendo é essencial nessa rotina de precaução, e claro, tomar alguns cuidados específicos", ressalta Christiano Couceiro, tenente coronel e chefe do Centro de Treinamento do Corpo de Bombeiros.

Entre as orientações sugeridas por Couceiro em relação aos pequenos, estão manter as crianças longe da cozinha durante o preparo dos alimentos; manter objetos de limpeza e produtos químicos fora do alcance de crianças, assim como o ferro de passar roupas; e utilizar protetor em todas as tomadas elétricas da casa.

Entre os cuidados gerais para os adultos estão evitar fumar dentro de casa na cama ou sof√°; direcionar os cabos das panelas para a √°rea do meio do fogão; nunca manipular √°lcool líquido próximo a objetos inflam√°veis, e nem utilizar diretamente sobre o fogo – principalmente em churrasqueiras; evitar √°lcool líquido em limpezas domésticas; chamar um profissional para problemas elétricos e instalações.

Cuidados na festas juninas
As festas juninas, com suas fogueiras e bombinhas, também inspiram atenção extra. O tenente Couceiro aconselha que as fogueiras devem ser pequenas e acesas sempre longe de de matas, depósitos de papel ou produtos inflam√°veis; observar o manuseio dos fogos, jamais apontar para alguém, por mais inofensivo que pareça; e na hora de comprar, ser cuidadoso com a proced√™ncia. "E jamais deixa uma criança comprar esses fogos sozinha, ela pode ser levada a comprar um explosivo mais forte", diz.


As ações da campanha de junho incluem uma participação da Pró Queimados, uma associação de volunt√°rios servidores do CTQ, na Feira Garajal, domingo (09), na Praça Augusto Leite; entrevistas às r√°dios e televisões; treinamentos no HWG, e iluminações alaranjadas em pontos visíveis de Natal e do estado, como a Ponte Newton Navarro e a est√°tua de Santa Rita. "Junho é destaque, mas os cuidados são para o ano todo", ressalta.

O lançamento da campanha Junho Laranja reuniu nomes como Itamar Oliveira, presidente da Associação Médica do RN; Leonor Paiva, presidente da Sociedade Brasileira de Queimaduras/RN; Andreia Oliveira, cirurgiã pl√°stica do CTQ, e Jonara Ramos, terapeuta ocupacional da Pró Queimados.

Fonte: Tribuna do Norte

Comunicar erro
Rede Ideal 1

Coment√°rios

Telecab