E-RN 800x105

Guatemala tem dia de protestos contra cortes na saúde e educação; manifestantes põem fogo no Congresso

Por Nilton Macedo em 21/11/2020 às 19:41:37
Atos na capital guatemalteca transcorriam pacificamente até que um grupo incendiou salas do Parlamento, que é de maioria governista. Manifestantes querem a saída do presidente Alejandro Giammattei. Manifestante posa em frente a prédio do Congresso da Guatemala incendiado neste sábado (21)

Johan Ordonez/AFP

Um grupo de manifestantes ateou fogo no prédio do Congresso da Guatemala neste sábado (21), dia de protestos na capital do país contra o governo do presidente Alejandro Giammattei e contra cortes de gastos com saúde e educação no orçamento para o próximo ano.

Os manifestantes entraram no prédio do Congresso e invadiram escritórios — como é sábado, todos estavam vazios. Alguns deles, na maioria encapuzados, colocaram fogo nas salas. Houve confronto com forças de segurança. Não há informação sobre feridos.

Manifestante faz gesto diante de janela incendiada no Congresso da Cidade da Guatemala neste sábado (21)

Luis Echeverria/Reuters

Bombeiros tentam apagar incêndio após manifestantes atearem fogo no Congresso da Guatemala neste sábado 921)

Luis Echeverria/Reuters

Alvo dos manifestantes, o presidente Giammattei pediu o fim da violência. "Reitero o direito de se manifestar conforme a lei. Mas não podemos permitir que se vandalize a propriedade pública ou privada", disse.

"Quando se comprovar a participação nesses delitos, todo o peso da lei cairá [a essas pessoas]", escreveu Giammattei nas redes sociais.

Protesto pacífico no centro

Protesto pacífico no centro da Cidade da Guatemala contra o governo do presidente Alejandro Giammattei neste sábado (21)

Moises Castillo/AP Photo

Paralelamente, um protesto no centro da Cidade da Guatemala transcorreu pacificamente e levou milhares de pessoas. Algumas delas levavam bandeiras do país, e muitas estavam usando máscaras como medida para conter o novo coronavírus.

Segundo o jornal "La Hora", adultos e jovens participaram do protesto. Artistas e estudantes convocaram pessoas de todo o país para se posicionarem contra o governo de Giammattei em frente à sede do governo. A polícia fez a segurança do local, e, ali, não houve registro de violência.

Os manifestantes protestam contra o orçamento aprovado pelo Congresso — que é de maioria governista. A oposição a Giammattei alega que não teve acesso ao projeto, de acordo com a EFE. Para ativistas, a proposta não contempla a crise econômica e gerará ainda mais desigualdade no país ao cortar gastos com educação, saúde e direitos humanos.

O vice-presidente da Guatemala, Guillermo Castillo, pediu na sexta-feira que Giammattei renunciasse ao cargo para "oxigenar" o país. O presidente nega, e diz que a proposta visa a reduzir os gastos doo país e o déficit fiscal.

Fonte: G1

Jota Edilson

Comentários

GF AUTO CENTER