E-RN 800x105

A Igreja não é 'um grupo de empresários' nem 'partido político', diz Papa Francisco

Por Nilton Macedo em 25/11/2020 às 11:03:15
Declaração foi feita durante sua audiência geral, que acontece sem a presença de fieis em uma biblioteca do Vaticano, por conta da pandemia do novo coronavírus. Papa Francisco na audiência geral desta quarta-feira, 25 de novembro de 2020, no Vaticano

Vatican Media/Reuters

O Papa Francisco disse, nesta quarta-feira (25), que a Igreja Católica não é 'um grupo de empresários' nem 'partido político', durante sua audiência geral, fechada ao público na biblioteca do Vaticano, por conta da pandemia do novo coronavírus.

"A Igreja não é um mercado. A Igreja não é um grupo de empresários que vão adiante com a empresa nova", disse o pontífice. "A Igreja é obra do Espírito Santo que Jesus nos enviou para nos reunir. A Igreja é o trabalho do Espírito na comunidade cristã, na vida comunitária, na Eucaristia, na oração. Sempre! E tudo o que cresce fora dessas coordenadas não tem fundamento. É como uma casa construída sobre a areia. É Deus quem faz a Igreja, e não o clamor das obras. É a palavra de Jesus que enche de significado os nossos esforços. É na humildade que se constrói o futuro do mundo."

"Muitas vezes, sinto muita tristeza quando vejo uma comunidade com boa vontade, mas erra o caminho, pois pensa em fazer da Igreja um encontro, como se fosse um partido político, a maioria, a minoria, o que pensa sobre isso, sobre aquilo, como um sínodo, uma estrada sinodal que devemos fazer", disse Francisco. "Eu me pergunto: mas onde está o Espírito Santo ali, onde está a oração, o amor comunitário, onde está a Eucaristia? Sem essas coordenadas, a Igreja se torna uma sociedade humana, um partido político, maioria, minoria, se fazem mudanças como se fosse uma empresa, por maioria e minoria, mas não há o Espírito Santo. A presença do Espírito Santo é garantida por essas quatro coordenadas."

Fonte: G1

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários

GF AUTO CENTER