E-RN 800x105

10 são indiciados no Irã por queda de avião ucraniano que matou 185

Por Nilton Macedo em 06/04/2021 às 07:13:21
Boeing 737 caiu logo após decolar do aeroporto de Teerã, capital do Irã, e ninguém sobreviveu. Aeronave com 176 passageiros e 9 tripulantes tinha Kiev, capital da Ucrânia, como destino. Autoridades trabalham em meio a destroços de avião que caiu em Shahedshahr, a sudoeste da capital Teerã, em 8 de janeiro de 2020 no Irã

Ebrahim Noroozi/AP

Dez oficiais foram indiciados no Irã pela queda de um avião de passageiros ucraniano que matou 185 pessoas em janeiro de 2020, anunciou um promotor nesta terça-feira (6).

O anúncio ocorre após duras críticas internacionais ao relatório final da queda, que apontava erro humano, mas sem responsabilizar ninguém pelo incidente. Os nomes dos indiciados não foram divulgados.

Um avião Boeing 737 caiu logo após decolar do aeroporto de Teerã, capital do Irã, em 8 de janeiro do ano passado. A aeronave ucraniana transportava 176 passageiros e 9 tripulantes e ninguém sobreviveu.

Havia pessoas de 7 nacionalidades no voo: 82 do Irã, 63 do Canadá, 11 da Ucrânia (incluindo os 9 tripulantes), 10 da Suécia, 4 do Afeganistão, 3 do Reino Unido e 3 da Alemanha.

Investigador forense trabalha no local da queda de avião ucraniano no Irã em meio a corpos nesta quarta-feira (8)

AP Photo/Ebrahim Noroozi

O voo PS752 da Ukraine International Airlines partiu às 6h12 (horário local) do Aeroporto Imam Khomeini e tinha como destino o Aeroporto Internacional Boryspil, em Kiev, capital da Ucrânia.

A tragédia ocorreu poucas horas após o Irã ter disparado mísseis contra duas bases aéreas que abrigam tropas dos Estados Unidos no Iraque, em resposta à morte do general Qassem Soleimani.

Acordo nuclear

O anúncio é feito no momento em que o governo iraniano negocia indiretamente com o Ocidente sobre o acordo nuclear que foi feito com potências mundiais em 2015 e abandonado pelos Estados Unidos em 2018.

O Irã aceitou participar de um encontro hoje em Viena, capital da Áustria, sobre o acordo nuclear. Autoridades do país vão se reunir com representantes de China, Rússia, França, Alemanha e Reino Unido.

Avião ucraniano com 176 a bordo cai perto do Aeroporto de Teerã

VÍDEOS: as últimas notícias internacionais

O anúncio desta terça ocorre após duras críticas internacionais ao relatório final da queda, que apontava erro humano, mas sem responsabilizar ninguém pelo incidente.O

Fonte: G1

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários