E-RN 800x105

Funeral do Príncipe Philip acontece com distanciamento e restrições em Windsor neste sábado

Por Nilton Macedo em 17/04/2021 às 01:08:08
Cerimônia tem número limitado de convidados, distanciamento social e uso obrigatório de máscara. VÍDEO: funeral do Príncipe Philip acontece no Castelo de Windsor

O funeral do príncipe Philip, que morreu aos 99 anos, acontece neste sábado (17) em uma cerimônia reduzida por conta dos protocolos da Covid-19.

O corpo do duque de Edimburgo será velado na Capela de São Jorge, dentro da propriedade real do Castelo de Windsor, onde Philip morava com a rainha Elizabeth II.

Antes do início da cerimônia, o caixão de Philip será guardado em uma capela privada dentro do castelo.

Acompanhe o que deve acontecer durante o dia (no horário de Brasília):

10h40 – o caixão de Philip é colocado no carro para o início da procissão

10h45 – tem início a procissão dentro dos muros do castelo

10h53 – o corpo de Philip chega à Capela de São Jorge

11h00 – 1 minuto de silêncio nacional

Gráfico mostra como será o funeral do príncipe Philip

G1

Restrições Covid

A cerimônia será televisionada, e terá transmissão pelo G1. Ela será bem menor do que se espera para a morte de um monarca.

Por conta das restrições impostas durante a pandemia da Covid-19 no Reino Unido, há um limite de pessoas que podem participar de velórios e funerais.

Na cerimônia deste sábado, apenas 30 pessoas, entre filhos, netos e outros parentes próximos poderão comparecer ao funeral.

Além da rainha Elizabeth II, que viveu ao lado de Philip por mais de 70 anos, quatro dos sucessores diretos ao trono participarão da despedida:

Príncipe Charles (1º)

Príncipe William (2º)

Príncipe Harry (6º)

Príncipe Andrew (7º)

O príncipe George – 3º na linha de sucessão –, filho de William, e seus irmãos princesa Charlotte (4ª) e príncipe Louis (5º) não participarão da cerimônia por ainda serem crianças (veja a genealogia completa abaixo).

Árvore genealógica da família real britânica

Arte G1

O príncipe Harry, que mora nos EUA, voltou ao Reino Unido e teve que cumprir um período de quarentena.

Essa é a primeira vez que ele volta ao país depois da veiculação da polêmica entrevista que ele concedeu ao lado da esposa Meghan Markle à apresentadora americana Oprah.

Príncipe Philip conversa com o neto príncipe Harry em foto sem data

Família Real/Arquivo Pessoal

Markle, a duquesa de Sussex, não estará presente. Ela ficou nos EUA por recomendações médicas. A esposa de Harry está grávida do 2º filho do casal.

Segundo os protocolos sanitários, os convidados manterão distanciamento durante a cerimônia e terão que usar máscaras de proteção.

O gabinete do primeiro-ministro britânico antecipou que Boris Johnson não participará do funeral, para que "mais familiares possam se despedir".

Procissão com filhos e netos

O caixão de Philip será transportado do Castelo para a Capela de São Jorge – um trajeto de cerca de 600m – em um carro Land Rover modificado.

Segundo a programação divulgada pelo Palácio de Buckingham, uma procissão será feita dentro do terreno do Castelo de Windsor por cerca de 8 minutos até chegar à Capela de São Jorge.

O caixão de Philip no carro será acompanhado a pé por membros da família real, dispostos ao lado e atrás do veículo.

A divisão oficial da procissão traz do lado esquerdo do caixão:

Princesa Anne, filha de Philip

Príncipe Edward, filho de Philip

E do lado direito:

Príncipe Charles, filho de Philip

Príncipe Andrew, filho de Philip

Atrás do caixão estarão o príncipe Harry à esquerda, Peter Phillips – filho da princesa Anne – ao centro, e príncipe William à direita.

Mais atrás, o marido de Anne, vice-almirante Sir Timothy Laurence e David Armstrong-Jones, 2º conde de Snowdon, fecham o cortejo.

A rainha Elizabeth II irá separadamente para a Capela de São Jorge.

Cortejo fúnebre do príncipe Philip

G1 Arte

Ele será carregado por 8 oficiais da guarda pessoal da rainha, que não têm autorização para acompanhar a cerimônia de dentro da Capela.

Além deles, o reverendo de Windsor e o arcebispo de Canterbury, líder da Igreja Anglicana, farão uma saudação especial.

Somando, estas 10 pessoas não fazem parte da contagem oficial de participantes.

Soldados e policias nas proximidades do Castelo de Windsor, onde ocorrerá o funceral do príncipe Philip, no próximo sábado (18).

REUTERS/Phil Noble

Durante a procissão, militares irão realizar disparos em homenagem ao duque de Edimburgo – que fez parte da Marinha britânica.

Em todo o percurso, oficiais da Marinha Real, Fuzileiros Navais, Regimento Real da Escócia, e da Força Aérea Real se apresentarão para o cortejo.

Dentro da capela, o caixão será coberto com o estandarte do duque, uma coroa, o chapéu naval e sua espada.

Também está previsto para às 11 horas, no horário de Brasília, um minuto de silêncio em todo o Reino Unido.

O corpo do Príncipe Philips será sepultado, após o funeral, também em Windsor.

Roupas civis

Os convidados poderão usar roupas civis e não trajes militares – mas o uso de máscaras é obrigatório.

A decisão de que uniformes militares, tradicionais para eventos oficiais, não fossem usados está sendo apontada como um aceno da rainha para o neto, príncipe Harry.

Caso os uniformes fossem obrigatórios, Harry e Andrew (filho da rainha) seriam os únicos membros da família real que estariam vestidos com ternos.

Isso porque Harry perdeu suas condecorações ao deixar a família real. O protocolo militar sugere que as vestes oficiais possam ser vestidas apenas com o uso das medalhas.

Já Andrew foi afastado da vida pública após o escândalo causado por sua amizade com o empresário americano Jeffrey Epstein. De acordo com a imprensa, a Marinha Real não teria sido a favor de vê-lo vestindo o uniforme.

Fonte: G1

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários