TerraBit Tec

PSTU lança chapa para Governo e Senado no dia 7 com presidenciável

Por Rogerio Magno em 04/07/2022 às 08:57:49
Rosália e Vera disputam Governo e Presidência (Fotomontagem: Blog do Barreto)

Rosália e Vera disputam Governo e Presidência (Fotomontagem: Blog do Barreto)

O PSTU vai lançar oficialmente a pré-candidatura da assistente social Rosália Fernandes ao governo do Rio Grande do Norte e a do professor Dário Barbosa ao Senado Federal. O evento, que contará com a presença de Vera Lúcia, pré-candidata à Presidência da República pelo partido, também vai confirmar o nome da professora Socorro Ribeiro como pré-candidata a vice-governadora. Na ocasião, ainda serão anunciadas as pré-candidaturas das professoras Ana Célia Siqueira e Luciana Lima ao legislativo federal e estadual, respectivamente. O lançamento será realizado no dia 7 de julho, às 18h30, no auditório do Sindicato dos Policiais Civis do RN, em Natal (Av. Rio Branco, 825 – Cidade Alta).

Nestas eleições, o PSTU apresentará uma chapa composta majoritariamente por mulheres da classe trabalhadora, ativistas do movimento sindical e servidoras da educação e da saúde. São nomes que apresentarão uma saída socialista para o RN, com um programa que enfrente os problemas mais sentidos pelos trabalhadores e o povo potiguar, a exemplo da extrema pobreza, o desemprego e o abandono dos serviços públicos. "Fátima e o PT estão ressuscitando os Alves, fazendo o jogo da direita e das oligarquias do estado. Não governaram para os trabalhadores. Prova disso é que mais de 1 milhão de pessoas vive na miséria no RN. Precisamos de uma alternativa socialista e revolucionária, que enfrente os interesses dos ricos e poderosos e garanta os direitos do povo potiguar.", defende Rosália.

A chapa do PSTU em 2022 também faz parte do Polo Socialista e Revolucionário, um bloco nacional de ativistas e outras organizações que não concordam com a aliança de classes da chapa Lula/Alckmin e defendem uma alternativa de independência de classe, revolucionária e socialista para o Brasil. "É urgente derrotar Bolsonaro, a extrema-direita e barrar as políticas de morte e fome. Mas isso não se faz em aliança com a burguesia, como querem Lula e o PT. É preciso uma alternativa socialista que revogue todas as medidas e reformas contra os trabalhadores, reestatize o que foi privatizado e avance sobre o patrimônio dos 315 bilionários do Brasil, que ficam com quase toda a riqueza produzida pelos trabalhadores desse país.", destaca Vera.

Fonte: Blog do Barreto

Comunicar erro
Jota Edilson

Comentários