Polícia investiga estupro a bebê de 10 meses em hospital de Natal; acusado é preso

Crime teria ocorrido enquanto mãe saiu para beber √°gua; l√≠quido encontrado na boca da criança foi analisado pelo laborat√≥rio da unidade

Por Rogerio Magno em 12/11/2023 às 06:59:02
Hospital Universitário Onofre Lopes - Foto: Divulgação/UFRN

Hospital Universitário Onofre Lopes - Foto: Divulgação/UFRN

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte investiga um caso de estupro de vulner√°vel que teria ocorrido na noite desta sexta-feira (10) no Hospital Universit√°rio Onofre Lopes (HUOL), localizado em Natal. A vítima seria um beb√™ de 10 meses, do sexo masculino, internado na enfermaria pedi√°trica da unidade hospitalar. J√° o acusado, um homem de 55 anos, que estaria acompanhando um outro paciente internado na mesma ala do hospital. Ele foi autuado e preso em flagrante na mesma noite.

O NOVO Notícias entrou em contato com a mãe do beb√™, que pediu para não ser identificada, e ela contou que a criança sofre de uma síndrome rara e est√° internada para a realização de um tratamento renal. Na noite de ontem, sexta-feira (10), ela precisou ir tomar √°gua e deixou o filho dormindo na cama.

"Meu beb√™ estava dormindo e eu saí pra tomar √°gua. Foi questão de 3 a 5 minutos, foi muito r√°pido. Quando eu voltei, percebi que o homem tava ajeitando a calça e camisa. Eu corri, liguei a luz do quarto, pois só tava a TV ligada e fui olhar meu Beb√™. Olhei as partes íntimas, mas não vi nada de anormal. Mas quando olhei o canto da boquinha, vi um líquido estranho. Passei a mão na boca dele, cheirei e achei aquilo muito estranho. Fiz um vídeo e mandei pro meu esposo e ele me disse que eu fosse mostrar às enfermeiras", conta a mãe.

Ao contar o ocorrido, a equipe de enfermagem coletou o líquido e o levou para ser analisado pelo laboratório do hospital. "Percebi que ele ficou bastante tenso. Saí ligeiro do quarto com meu beb√™ e as enfermeiras nos colocaram em outro local. Quando chegou o resultado, a Polícia e a Segurança do hospital foram acionadas", lembra.

Em nota, a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio do Departamento de Proteção a Grupos em Situação de Vulnerabilidade (DPGV), informou que "a suposta pr√°tica de estupro de vulner√°vel ocorrida contra um beb√™ em um hospital est√° sendo investigada. Um homem, que estava acompanhando um outro paciente, foi autuado e preso em flagrante, ontem (10), pela Polícia Militar do Rio Grande do Norte, após o chamado do hospital e levado ao plantão de Atendimento a Grupos de Vulner√°veis da Polícia Civil".

Ainda segundo a PCRN, "um procedimento foi instaurado para apurar todas as circunst√Ęncias do fato e a responsabilidade penal de todos os envolvidos. Em razão de a vítima ser um beb√™ e da necessidade de garantir a realização de dilig√™ncias que ainda estão em andamento para apurar eventuais outros crimes. O processo tramitar√° em sigilo, razão pela qual a instituição se pronunciar√° apenas após a conclusão do procedimento".

Bastante abalada, a mãe da criança informou que est√° recebendo apoio e atendimento psicológico por parte do hospital. "Estou muito nervosa, abalada, e quero que as pessoas saibam para que isso não aconteça com outras crianças em lugar nenhum. A direção do hospital est√° resolvendo tudo e me dando todo o apoio. Eles estão fazendo tudo por mim e por meu filho", conclui a mãe da criança.

O Hospital Universit√°rio Onofre Lopes (Huol) lamentou, por meio de nota à imprensa, o caso ocorrido. "As provid√™ncias foram adotadas de imediato pelo hospital, com o acompanhamento direto pela equipe de segurança da unidade e acionamento da Polícia Civil e Militar que efetuou a prisão em flagrante e est√° dando os encaminhamentos legais relacionados cabíveis. O hospital se solidariza e lamenta profundamente o ocorrido, ao tempo em que est√° oferecendo toda a assist√™ncia necess√°ria a vítima e a família".

O caso est√° sendo investigado pela 2a Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal.

Fonte: Novo Noticias

Comunicar erro
Duxote

Coment√°rios