Terra-Bit

Bonner denuncia roubo de dados do filho para saque de auxílio emergencial

William Bonner retornou ao Twitter nesta quinta-feira (21) para denunciar uma fraude envolvendo Vinicius Bonemer, filho do jornalista com Fátima Bernardes. O rapaz de 22 anos [...]

Por Rogério Magno em 21/05/2020 às 13:11:07

William Bonner retornou ao Twitter nesta quinta-feira (21) para denunciar uma fraude envolvendo Vinicius Bonemer, filho do jornalista com Fátima Bernardes. O rapaz de 22 anos é irmão gêmeo de Laura e Beatriz Bonemer.

Afastado da rede social desde 2019, o jornalista da Globo postou uma série de tweets sobre o roubo dos dados pessoais de Vinicius que acontece há três anos para diversas fraudes. A mais recente foi para acessar a plataforma do auxílio emergencial de R$ 600.

"Interrompo meu silêncio no Twitter para denunciar uma injustiça e uma fraude com dinheiro público. Primeiro, a injustiça. Estelionatários têm usado há 3 anos o nome e do CPF de meu filho para fraudes, como a abertura de empresas ou a contratação de serviços de TV por assinatura, entre outras", escreveu Bonner.

O apresentador do Jornal Nacional explicou que advogados foram acionados e boletins de ocorrência sobre as fraudes registrados, mas descobriu através do jornal Meia Hora um nove golpe com os dados de Vinicius.

"Na terça, dia 19, fui informado de que o jornal Meia Hora tinha obtido documentos do suposto registro de meu filho no programa de auxílio emergencial do governo. Meu filho não pediu auxílio nenhum, não autorizou ninguém a fazer isso por ele. Mais uma fraude, obviamente. Apresentados os fatos, o jornal corretamente não publicou a matéria."

"Mas, desta vez, o que vem à tona é ainda mais grave. Pelos critérios do programa de auxílio emergencial, alguém nas condições sócio-econômicas do meu filho não tem direito aos 600 reais da ajuda. Portanto, quem quer que viesse a usar o nome, o CPF e dados pessoais dele deveria receber como resposta ao pleito um "não". Mas, pelo que vimos ao consultar o site do Dataprev, o pedido de auxílio feito por um fraudador foi aprovado", escreveu Bonner.

"O fraudador provavelmente indicou que não tinha conta bancária e abriu a conta específica da Caixa – a que, obviamente, meu filho não tem acesso. Portanto, sequer sabemos se o dinheiro foi depositado e se foi sacado", completou. Bonner informou que nova queixa foi prestada à polícia e cobrou ação do poder público para evitar as fraudes envolvendo o auxílio emergencial.

"De nossa parte, apresentaremos nova queixa-crime. Da parte dos gestores do auxílio emergencial, esperamos apuração rápida da fraude, para que se resguardem o patrimônio público e a confiança dos cidadãos nos mecanismos de controle desse programa. E para que o controle eficaz do programa não prejudique ainda mais aqueles cidadãos que realmente precisam do auxílio neste momento tão doloroso."

Veja abaixo alguns dos tweets originais:

Fonte: JP

Jota Edilson

Comentários

GF AUTO CENTER